Vocações

Resumo do programa

Em 2011, a EPIS identificou as áreas de orientação, de formação e de inserção profissionais, como sendo fundamentais para dar seguimento ao trabalho que a EPIS tem desenvolvido com os alunos acompanhados.
Em 2012/2013, a EPIS desenhou o programa Vocações de Futuro que envolve Associados e Parceiros no plano de ação da EPIS, fundamentado em quatro pilares:

  • Orientação profissional – integra iniciativas para jovens alunos acompanhados pela EPIS, em frequência do 8.º e 9.º anos de escolaridade;
  • Formação profissional – integra iniciativas para jovens alunos acompanhados pela EPIS, em frequência do 9.º ao 12.º anos de escolaridade;
  • Inserção profissional - integra iniciativas para jovens adultos, com mais de 18 anos, que já foram acompanhados pela EPIS, em situação de abandono escolar ou em situação de frequência universitária;
  • Empreendedorismo epis – área ainda em desenvolvimento para integrar iniciativas de empreendedorismo jovem.

Com este programa, a EPIS pretende capacitar e apoiar os jovens para a realização profissional, procurando mudar comportamentos, atitudes, e a ambição profissional:

  • Ajudar os jovens a pensar num futuro profissional, dando a conhecer bons exemplos de pessoas, empresas e carreiras;
  • Promover o sucesso escolar dos jovens, bem como a sua formação profissional, cultural e humana, e a sua integração no mundo do trabalho;
  • Reforçar a auto confiança para um projeto de vida que conduza à inclusão social e à felicidade;
  • Desenvolver competências não cognitivas fundamentais para a inserção profissional;
  • Criar oportunidades de formação e estágios em ambiente profissional.

Voluntários e beneficiários do Vocações EPIS em 2015