BOLSAS SOCIAIS EPIS 2022

Apostamos na qualificação superior dos jovens em Portugal

BOLSAS SOCIAIS EPIS 2022

27 de Julho de 2022

A EPIS alargou o prazo de candidaturas às Bolsas Sociais EPIS 2022, até 30 de setembro.

As Bolsas Sociais EPIS 2022 têm como objetivo apoiar, de forma continuada e orientada, alunos de famílias mais desfavorecidas, a completarem o secundário, licenciatura e mestrado. Como refere a Presidente da Direção da EPIS, Leonor Beleza, "o desafio atual do ensino superior passa, em grande medida, pela igualdade de acesso para todos os jovens, em especial os que, tendo mérito académico, pertencem a famílias com menos capacidade económica para suportar 3 a 5 anos de investimento para um ou mais filhos, muitas vezes deslocados da sua residência. Deste modo, um sistema de bolsas de estudo com ampla cobertura parece ser fundamental para ultrapassar este desafio no final da década”.

Em 2022, o programa tem 163 bolsas sociais para distribuir e está organizado em 7 áreas com 15 categorias:

- Boas práticas organizativas de promoção da inclusão social de crianças e jovens;

- Boas práticas organizativas de promoção da sustentabilidade e cidadania ativa;

- Apoio à orientação, formação e inserção profissional de jovens com necessidades especiais;

- Bolsas sociais para o ensino secundário;

- Bolsas sociais para licenciatura (cursos CET e licenciatura);

- Bolsas sociais para mestrados de 2 anos;

- Categorias especiais para o ensino secundário, licenciatura e mestrado.

 

As candidaturas às 15 categorias de bolsas podem ter em consideração dois fatores de contexto específicos:

- as candidaturas são alargadas a jovens estudantes de famílias refugiadas ou deslocadas de qualquer nacionalidade, a viver em Portugal;

- em continuidade com a edição de 2020 e 2021, as candidaturas podem refletir as implicações da crise da pandemia na vida dos alunos e das organizações candidatas.

O programa conta com 35 investidores sociais: ANA - Aeroportos de Portugal, Águas do Vale do Tejo, Ascenza, Avipronto, Banco Montepio, Bial, Boehringer Ingelheim, Brisa, Caima, Caixa Geral de Depósitos, Cires, Cofaco Açores, CTT – Correios de Portugal S.A., Deloitte, Fertagus, Fresenius Kabi, Fundação AGEAS – Agir com coração, Fundação Amélia de Mello, Fundação Galp, Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento, Fundação Monjardino, Fundação Santander, Grupo Jerónimo Martins, Grupo Pestana, Omnova, Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, Sogrape, Soroptimist International Clube Lisboa Caravela, Super Bock Group, Tabaqueira, Vhumana e Zurich e três doadores individuais, Diogo Simões Pereira, Duarte Mineiro e Ernesto Silva Vieira.

As Bolsas Sociais EPIS têm uma cobertura nacional: todas as escolas, instituições e alunos a estudar em Portugal se podem candidatar.

As candidaturas estão abertas até 30 de setembro:

Regulamento disponível em: https://www.epis.pt/upload/documents/62e10775c6846.pdf ;

Formulário de candidatura em: https://forms.gle/CHA3BfoWYC8owQEP7 .

Bom trabalho!